Blog TNC GAN

Como as gorduras ajudam na produção de energia.

Combustível natural: mais energia e menos exclusão das gorduras na sua alimentação. 

Existe um raciocínio popular que responsabiliza as gorduras pelo aumento das taxas de doenças crônicas e cardiovasculares, condenando à exclusão um importante componente do metabolismo corporal. Essa concepção é danosa, pois generaliza um termo que se aplica a diferentes tipos de substâncias, e, consequente, promove condutas prejudiciais tais como:  

  • Rejeitar um tipo de gordura essencial que não é produzido pelo organismo humano, sendo necessário sua obtenção através da alimentação;
  • Restringir da alimentação diária uma fonte primária de energia capaz de atingir altos índices de produção.  

Primeiramente, é preciso compreender a importância das diversas fontes de gordura, as diferenças entre os tipos existentes, e qual o efeito de cada um desses elementos orgânicos para o corpo. Este artigo se debruça a mostrar como as gorduras ajudam na produção de energia e de que forma elas podem ser aplicadas em diferentes fases da vida. 

Parta do princípio que o corpo humano é um sistema fundamentado em um equilíbrio nutricional que atenda às necessidades de cada organismo sob uma perspectiva particular. Isto é, gerenciado para responder a diferentes estímulos e objetivos de acordo com as condições exigidas. 

O que significa que mesmo que todo o sistema humano funcione de maneira semelhante, cada corpo e prática se comporta de uma forma singular. Seja por disfunção natural ou por um propósito específico, como o caso de exigências esportivas. Ao pensar a orientação de uma dieta é necessário considerar o desempenho de cada nutriente de forma integral e diferenciado.

De fato a composição diferenciada de cada fonte de gordura causa efeitos distintos no organismo, alguns com mais benefícios que outros para o corpo.

Gordura saturada, insaturada e trans: diferentes tipos e diferentes efeitos

As gorduras saturadas e as trans são aquelas presentes em grande parte do alimentos conhecidos como “gordurosos”. Quando consumidas em excesso são responsáveis pelo entupimento dos vasos sanguíneos e pelo aumento excessivo de peso que resulta na obesidade.

No entanto, além delas, também existem as gorduras insaturadas, e essas, não só são benéficas para a saúde, como devem compor a rotina alimentar. Elas cumprem um importante papel na prevenção de doenças crônicas, são essenciais em funções vitais e aumentam o rendimento corpo quando é preciso uma alta produção energética.  

Sendo assim, dietas nutricionais que tendem a restringir gorduras como forma de perda de peso ou desempenho energético podem ser condutas nutricionais inadequadas quando o assunto é o equilíbrio do sistema humano. Para facilitar a visualização dos benefícios de consumir gordura no dia a dia, aqui vão algumas das aplicações de dietas ricas em gorduras, como por exemplo, dieta cetogênica ou dieta low carb, para algumas situações cotidianas.  

Eficácia das gorduras para a performance esportiva

Um dos maiores benefícios da gordura no nosso corpo é a imensa capacidade energética que ela possui. O corpo em atividade regular precisa de três macronutriente que, dentre outras funções, fornecem energia: os carboidratos, as proteínas e as gorduras. Um grama de gordura possuí duas vezes mais energia do que um grama de carboidrato ou proteína. 

Logo, a gordura é uma excelente fonte de energia, principalmente, para quem se dedica à atividade esportiva. Estudos demonstram que esportes que demandam resistência têm na gordura uma alternativa importante e eficiente de combustível. A resposta para esse reconhecimento é devido a velocidade com que a gordura se transforma em energia durante o metabolismo. De fato, o tempo desse processo é maior para a gordura do que para os carboidratos, no entanto, a longo prazo, ela se mostra mais efetiva. 

Em resumo, exercícios que exigem uma força maior em menor tempo aproveitam a energia dos carboidratos, mas já aqueles que requer um esforço contínuo, por um longo período de tempo, acabam por encontrar nas gorduras um desempenho mais eficaz. Além disso, as gorduras insaturadas também influenciam na sensação de fadiga, pois os lipídios são estocados na forma de glicogênio no fígado e nos músculos, e esta reserva é essencial para o bom rendimento durante a atividade esportiva.

A síntese numérica revela que cada grama de gordura gera nove calorias, enquanto cada grama de proteína ou carboidrato gera apenas quatro calorias. Assim, ainda que o tempo seja uma variável determinante, o produto energético gerado pelas gorduras constitui-se mais do que o dobro. 

Deste modo, ao eliminar as gorduras em detrimento de uma dieta hiperprotéica, por exemplo, é negado a perspectiva de melhorar o desempenho a partir do aproveitamento da reserva lipídica, principalmente porque a grande função da proteína é plástica deixando a energética para o lipídio e carboidrato.

Nesse sentido, a indicação de uma dieta rica em gordura é extremamente positiva para esportes como o futebol, o atletismo, natação, entre outras. Porque o corpo dos atletas dessa categoria de esportes encontram na gordura o alto nível de energia que precisam para manter o desempenho durante um longo período de prática. É o caso do futebol, em que a partida dura em torno de 1 hora e meia e não há espaço para a fadiga. 

Consumo de gordura no combate às patologias cardiovasculares

Os efeitos positivos da dieta rica em gordura insaturada, a gordura boa, para o controle dos distúrbios cardiovasculares é uma evidência de que o preconceito com a gordura é ruim para a saúde. A aterosclerose é uma doença cardiovascular considerada comum, ela compõe o grupo de doenças cardiovasculares que, segundo a Organização Mundial da Saúde, só em 2015, matou mais de 17 milhões de pessoas no mundo todo. A aterosclerose é uma doença nas artérias de grande e médio calibre caracterizada por lesões com aspecto de placas conhecidas por ateromas.

O principal agente causador da aterosclerose é o colesterol e o lipídio plasmático em alta concentração. No entanto, estudos apresentaram resultados favoráveis contra o desenvolvimento da doença a partir da ingestão de gorduras insaturadas. A justificativa se dá pela ação das gorduras poliinsaturadas e monoinsaturada no efeito antiaterogênico, ou seja, na regressão dos ateromas. Assim como na redução dos níveis de LDL (Low Density Lipoproteins) e aumento da vasodilatação. Esses resultados metabólicos, combinados com a mudança de hábitos alimentares e de rotina, colocam as gorduras insaturadas como defensoras dos problemas vasculares, promovendo qualidade de vida e reduzindo os índices de morte. 

Dietas que promovem o bem-estar de pacientes neurológicos

As doenças neurológicas acometem o sistema nervoso central e periférico, e são patologias que, na grande maioria dos casos, se configuram como um quadro clínico irreversível. 

A epilepsia, caracterizada por crises convulsivas, atinge cerca de 50 milhões de pessoas em todo o mundo, e também é considerada uma doença comum. O tratamento tradicional envolve intervenção médica, fármacos e acompanhamento terapêutico. Entretanto, quando o paciente é apontado como resistente à prescrição das drogas, uma alternativa dietética é apresentada como recurso para diminuição das crises.A chamada dieta cetogênica, caracterizada pelo alto teor de gordura e restrição aos carboidratos, e há diferentes abordagens dela para o tratamento. Este mecanismo ainda não está totalmente definido, entretanto imagina-se que os corpos cetônicos, gerados a partir da quebra da gordura para obtenção de energia, são capazes de se comportar como neurotransmissores inibitórios de caráter protetor e efeitos anticonvulsivantes, o que resultaria da redução da crises epiléticas, evitando complicações clínicas,  trazendo bem estar e qualidade de vida para a essas pessoas.  

Ou seja, a aplicação de dietas ricas em gorduras, como a cetogênica, se mostra conveniente em muitas condições comuns do dia a dia. No entanto, é importante dizer que esse tipo de dieta deve levar em consideração a quantidade de gordura consumida e também a associação de hábitos saudáveis de vida, além, é claro, de sempre contar com a orientação de um profissional da saúde. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Sede GANuttrir

    Rua Guilherme Briggs, 59
    São Domingos, Niterói - RJ
    (21) 2620-7177
    (21) 9649-6495
  • Espaço GAN Saúde

    Rua da Conceição, nº 188
    Sala 2401 B
    Centro, Niterói - RJ
    (21) 3628-1777
    (21) 97121-7148

Acompanhe

Certificações